quinta-feira, 21 de abril de 2005

Identidade

Deixaram-me em cima da secretária um envelope. Contém o orçamento que um carpinteiro ficou de entregar há mais de um mês.
E o dito envelope é dirigido - pasme-se! - a uma tal Excelentíssima Senhora Dr.ª Dona Margarida ...
Para mim?! É preciso isso tudo? Quando o homem me conhece há tanto tempo, muito antes de puder usar o tal Dr.ª?!
Já agora devia ter posto mais. Devia ter posto também mestranda em ... com 17 valores na parte escolar e prestes a concluir a tese, que se encontra agora parada com as brilhantes desculpas de que não tem tempo para ir uns dias ao Porto e de não saber onde fica o Arquivo Distrital da referida cidade.
Podia ter acrescentado também o cargo que ocupo na empresa, que a despeito de me cansar a trabalhar e, exactamente por ter que me ocupar de muitas coisas diferentes, acaba por ser normalmente referido de uma forma informal como filha do dono!
Dormi pouco e acordei assim! Sem muita paciência! Mas fiquei com a sensação de que as pessoas escrevem estas coisas todas nos envelopes para engraxar. Coisa que comigo nem funciona porque sempre gostei de ser chamada pelo nome.
E irrita-me um bocadinho que a identidade das pessoas seja confundida com o que fazem ou o que têm. Qualquer dia até podiamos dispensar os nomes e passar a ser chamados por Dr.ª nº ..., ou Senhor director nº ...!
Isto de dormir poucas horas tem destas coisas...!

18 comentários:

Patricia disse...

Nada pior do q uma noite mal dormida... Eu já sonho com a véspera do parto: deram-me petidina para baixar a tensão e passei a noite na paz dos anjos ;-)
Bjs mágicos de nós duas

Xuinha Foguetão disse...

Hoje tb n dormi lá gd coisa... mas mesmo num dia em q dormisse bem essas coisas me incomodariam!
Tenho o meu nome e gosto mt dele!
Ainda se fosse Menina... :)
Beijos e espero q fiques melhor!
Xuinha

Sara MM disse...

Não leves a mal! Eu nao tenho assim tanat certeza que seja para engraxar... deve é ter receio de te tratar como "igual" precisamente por te conhecer à muito tempo (e ter mesmo essa temdência/vontade). Não te esqueças que ele não é filho do dono! E isso é um facto que não precisa de diploma!

nadiasm disse...

Temos a mania disso neste país. Na empresa do meu marido (uma transnacional) aboliram os títulos dos cartões de visita, imensa gente ficou ofendida...parolada (e uma grande falta de auto-estima).
Se por acaso vieres ao Porto manda-me um mail, prometo que te encontro o Arquivo Distrital.

Rita disse...

Isso fez-me recordar o meu primeiro dia de trabalho. Cada vez que me chamavam "Dra. Rita" eu ia a correr à casa-de-banho fazer xixi!!! (risos)

Beijocas grandes

Costinhas disse...

Faz-me lembrar a resposta de um colega meu à senhora da limpeza aqui do gabinete.

Ela queria despejar o caixote do lixo dele e então disse "O eng.º dá licença?", ele num tom elevado responde "Eng.º não! Dr. B..."

Enfim há gostos para tudo... e muita cagança (com licença do termo)!

Beijinhos
Sandra

xilileca disse...

O nosso país vive disso, as pessoas alimentam...

rita disse...

Ai como eu te compreendo...
Se há coisa que me irrita é essa coisa do Sra.Doutora Prof....e até mudam a maneira de falar!!!!!
Dana-me TANTO!!!!!
Já assisti ao cúmulo dum oculista enviar uma carta pra casa a todos os seus clientes a perguntar qual o grau académico pelo qual quer ser tratado!!!
Valha-me a santa paciência!!
enfim... a minha noite hj tb não foi muito bem dormida!! :o)

Suzana disse...

Realmente, essa coisa de Sr. Engº, Sr Dr, é uma chatice total. mas a realidade é que os portugueses têm essa mania. Até aqui em cabo Verde deixaram essa tendência.
mas o que é que se há-de fazer!?!
É ignorar, e não stressar por isso...

Kwan disse...

O senhor não fez por mal, concerteza. E numa comunicação escrita tende-se a ser um bocadinho mais formal. No geral, penso um bocadinho ao contrário... Isto é, se alguém nos trata por Dr ou Eng pode ser porque, porque alguma razão, sente que a não o fazer nos pode melindrar. Cabe-nos a nós criar essa "empatia" para que as pessoas se sintam à vontade. A mim, pouco me immporta o que me chamam. Recentemente disse a um grupo de pessoas que me podiam tratar pelo nome próprio, por "chefe" desde que acrescentassem "dos indios" ou, para os mais atrevidos, "Capitão" (lembram-se do filme?).
Mas, de facto, dá-se demasiada importancia ao título neste país...

sofia disse...

Exmª Srª Drª Professora (hihihihi)

Achei interessante o comentário, muito bom para quem teve uma noite mal dormida.
Se precisar de ajuda nao Porto é só escrever a avisar.
Será um prazer poder ajudar (e garanto que não é graxa!!!hihii)

:-)

Margarida Atheling disse...

Deixa lá minha querida Patrícia!
Diz lá que não vale a pena!!!
Essa minha priminha vale ouro, não é?

Ó minha prima Nádia... Então achavas que eu ía ao Porto sem te dizer?!

"Oh Captain! My Captain!" ??? O Clube dos Poetas Mortos?
Se é esse, quem pode esquecer? Se é outro, não faço ideia!

Obrigada Sofia! Já sei que me vou perder! Sou mesmo assim. Mas acabo por encontrar o caminho!
Entretanto tenho mesmo muitas coisas para fazer por aqui!

Ah! E eu sei que a pessoa não fez por mal. Eu é que estava "rabujenta" como os bebés quando não dormem!

bekas disse...

:)) Ai querida, tanta irritação à flor da pele!
Olha eu tb não ligo nada a esses formalismos de tratamentos, mas confesso que ainda gosto que me tratem por "menina" quando entro em algumas lojas ;)
Beijinhos e dorme bem

Ana disse...

N gosto nada quando me chamam de Dra...eu nem sou... e mesmo quando for acho que prefiro que me chamem pelo meu primeiro nome... mas sei que em Portugal titulos teem muita importancia... Joaks grandes e espero que durmas melhor esta noite

Lucia disse...

No nosso país dá-se muito importância aos títulos e por vezes esquece a pessoa que está por trás desse título, o senhor não deve ter feito de propósito...
Eu cá gostava imenso de ser tratada por "Senhora, Doutora, Engenheira, Arquitecta Lúcia" fica bem não fica....
Beijinhos e bom fim de semana

C_de_Ciranda disse...

A 1ª vez que me chamaram doutora - e já o era - fiquei a olhar para trás, na esperança de ver a tal doutora a quem se dirigiam... Muahahaha!!! Foi de gritos. ;)

Entretanto, Margarida, não o leves a mal. Exageros à parte, encara-o antes, como uma forma de deferência e respeito. E isso só pode ser bom, se reparares bem. Mostra, pelo menos, que é uma pessoa que foi educada dentro de alguns princípios. E olha que já vão sendo poucos! ;)

E, quanto à noite mal dormida, tens bom remédio. O fds está à porta! Usa e abusa daquela coisa maravilhosa que se chama cama. ;p

Xuss

*** Ciranda

C_de_Ciranda disse...

Adenda: Se precisares de umas dicas na Imbicta, estamos aqui! Faxabore de avisar quando cá vier! ;)

Mil beijos!

*** Ciranda

Sofia disse...

Olá!!! Isto das doutorices é cá de um provincianismo... Nem imaginas aqui em Coimbra! Aqui é o cúmulo da doutorice.
Olha: eu não sou da Inbicta, mas vou lá semanalmente. Quando fores, avisa e poderemos ver-nos!!! Seria tão bom!
beijos
Sofia& Pirilampo