quarta-feira, 11 de maio de 2005

Há dias...

Há dias em que se perdeu a noite.
Em que foi difícil adormecer. Em que se teve sonhos estranhos. Em que se acordou a meio da noite com o som da chuva a cair, se saiu à rua para a ver e não se conseguio dormir mais. Em que se ficou a pensar se naquele país afinal estará a chover também, e estará mais frio do que aqui.
Há dias em que algumas recordações saltam do passado, sem autorização, e se agarram a nós, por mais que tentemos soltar-nos. Há dias em que temos raiva de um futuro hipotético, vago, talvez até mais do que improvável, e cuja imagem, mesmo assim, nos assalta entre o apetecível e o inquietante.
Há dias em que o sorriso teima em esconder-se como o Sol.
Há dias em que nos apetece fugir de nós mesmos. Como naquele dia, depois de mais uma discussão, desta vez, em público. Mas hoje não vou ouvir sussurrado : Eu sei. Compreendo!
Ainda bem que hoje nem tenho tempo para pensar!
Este sim, é um post hermético. Hoje é!

13 comentários:

nadiasm disse...

E também há dias maravilhosos, cheios de sol e de mar, de conversas com os amigos até o sol se pôr no horizonte, de risos sem parar por tudo e por nada...
Bjs da prima

Vilma disse...

Há dias assim, quem não os tem... mas não há mal que sempre dure nem bem que não se acabe! hoje pode estar o dia cinzento, mas amanhã o sol brilhar! Que ele brilhe pra ti rápido! :)

carlag disse...

Como dizes...Há dias!
Há dias assim...mas também há os outros, risonhos, que nos enchem de simples coisas boas.
Amanhã, será outro dia. E logo, logo, o teu estado de espírito, melhorará.

Mais dias felizes.

Mãe Pipoca disse...

Há dias que são para esquecer. Olha para mim na semana passada...
Vais ver que daqui a nada não passa de uma nuvem má que passou e desapareceu!
Beijos grandes!

Rita disse...

O que se espera é que esses dias passem rápidamente.

Beijinhos para te animares!!!

Sara MM disse...

poispois... eu ultimamente tb tenho dias em corre por aqui um rio... mas o melhor é concentrarmo-nos muito muito nas coisas boas que nos "restam" no meio dos desgosto, angustias, revolta, incertezas e infelicidade...
vou tentar! Tenta também 'tá?

clô disse...

Naquele país, por milagre, obra e graça das forças climatéricas, não está a chover!

Margarida Atheling disse...

Ó Clô, as coisas podem ser muito enganadoras!
Não era bem nesse país que eu estava a falar. Não era a Escócia, desta vez!

Bjs!

Xuinha Foguetão disse...

Todos temos os nossos dias bons e maus!
Margarida, tenho-te visto assim há algum tempo... então?
O sol n brilha aí?
Vamos animar...
Pleaseeeeeeeeee!
Tens de ir dançar outra vez!
Beijos gds.

mel disse...

Está visto que estás como os dias, Margarida... ora chove, ora faz sol.
Todos sabemos que há alturas na vida em que simplesmente estamos "como o tolo no meio da ponte"... não sei se vou, não sei se fico...
Também me acontece isso (não acontece a toda a gente???)... nessas alturas penso na regra dos 3 dias. Dou 3 dias e penso com fé que ao fim de 3 dias já vejo as coisas de outra maneira... Afinal, na maior parte dos casos, daqui a 6 meses não me vou lembrar sequer do que me preocupa hoje!
Beijinhos

Filipa disse...

Olá linda.

"Há dias em que algumas recordações saltam do passado, sem autorização, e se agarram a nós, por mais que tentemos soltar-nos".

Perante tal afirmação, só posso dizer..como te compreendo Margarida!...

EP disse...

Querida Margarida,
Passei para agradecer o comentário e pare te dizer que também nutro por ti o mesmo sentimento.

Este post não me deixa indiferente,mas fico tranquila porque sei que vais conseguir superar rapidamente, e voltar a sorrir!
Um beijinho e até já!
:)

Someone Here disse...

E depois tb há os dias depois destes... Em que esquecemos os maus momentos e tudo volta a sorrir! Beijoca grande!