quinta-feira, 21 de junho de 2007

Eu tenho uma amiga maluca

Telefona-me ontem de manhã, estranhei a hora e estranhei o tom de voz.
Notava-lhe a respiração irregular, o discurso aos solavancos com cortes no raciocínio ou, pelo menos, no sentido que transmitia. Estava nitídamente aflita, preocupada com alguma coisa, inquieta, um bocadinho de tudo isto e uns pózinhos de mais alguma coisa.

Inistiu que tinha de jantar com ela, que tinha que falar comigo, que era muito urgente, muito sério, muito difícil.
E muito complicado, concluí eu.

Mas a meio da semana, com tantas coisas atrasadas que tenho por aqui...
Bom, mas ela insiste que é mesmo importante eu também acho que sim, que tem de ser mesmo importante, ou não estaria a falar como estava.
Vou, claro.

Mas à hora de jantar não era nada! Nada!

- Mas ò C., então não havia uma coisa complicada sobre a qual querias falar-me? Então mas estavas tão aflita, lembras-te?! De manhã...

- Ah pois... mas passou! Foi confusão minha!

- Mas ò C., tu fazes uma "fita" daquelas, obrigas-me a vir jantar contigo a meio da semana e agora estás aí com esse ar de quem nem se lembra do que disse de manhã?!

- Já te disse que foi confusão minha, não é nada. A massa está boa, não está? E o Porto, fez-te bem, hein?!

- Fez, mas Estremoz, pelos vistos, fez-te mal a ti!

Eu tenho uma amiga maluca! Mas sim, a massa estava boa e a noite foi agradável.

14 comentários:

Dani disse...

Bom, pelo menos foi uma forma de teres um bom e imprevisto jantar, com uma amiga, a meio da semana. No final parece-me bastante bem.

Beijinhos

Piquinota disse...

Se eu não estivesse em Inglaterra, podia bem ser eu!!
Às vezes sou assim! Entro em pânico com qualquer coisa e já estou a ligar para alguém, com um problema do tamanho do mundo! Depois acalmo e já está tudo normal!:P:P


Mas acho que pela massa e pela noite, valeu a pena o "delírio"!:)))


Jinhos

Anónimo disse...

Margaridinha foi uma coisa que me parecia uma coisa mas não era nada disso, foi um engano meu por isso nem vale a pena falar no assunto. já te disse que não foi nada!!!
Mas foi tão bom jantar contigo e a conversa ao serão!!! O que eu gostei da nossa conversa!!! E de te ver assim tão... tão não sei o quê... tão bem! Estás tão bem, Gui e eu fico tão feliz por isso! :-)

Beijos

Catarina

Vilma disse...

È tão bom ter amigas assim, malucas...! ;) Fazem-nos muito bem!

Xuinha Foguetão disse...

:)

Vivam as amigas malucas! :)

Yeah!

Beijos

CGM disse...

E hajam amigas malucas, jantares inesperados a meio da semana, e olha, o trabalho que espere.

Bj

Carla

Alecrim disse...

Junto a minha voz às restantes:
vivam as amigas malucas!
Como diz a Xu: Yeah!

Costinhas disse...

se é preciso ser maluca para te conseguir fazer arranjar tempo para um caf... cházinho (:p), ó para mim já a tresloucar! :)

beijinhos

Anónimo disse...

Estás a ver!?
Ser maluquinha é do melhor que há! ;-)

Beijos

Catarina

Clara disse...

Já calculava que fosse essa amiga C....(porque será?)

Miguel disse...

Ah... tens uma amiga, a massa estava boa, a noite foi agradável, ou eu sou maluco ou rico telefonema!
(Eu apostaria em "e" em vez de "ou", mas...)

Clara disse...

Safou-se o jantar pelo menos!

Tb tenho amigas assim :)

paulabalinha disse...

Ainda bem que tens amigas malucas.
Eu também o sou muitas vezes.

P.S.: Ai a menina veio ao Norte e num disse nada??

Maria Liberdade disse...

talvez o urgente fosse mesmo estarem juntas.