quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Renascimentos

Para mim, para ele, e paz para o terceiro elemento.
Sendo que aqui não há primeiros, segundos e terceiros. Ou o terceiro é um segundo exequo. Ou então é um primeiro exequo.
Mas o elemento que não está exequo com os outros dois é que é o primeiro, afinal de contas, mesmo que seja o terceiro cronológicamente.

Renascimento, e ponto final.
Que é disso que se trata. Um certo tipo de renascimento, mas um renascimento assim mesmo.

[Post (aparentemente) confuso, efectivamente intrincado, hermético e muito privado. é, um dos mais sentidos de sempre, e julgo que não corro grandes riscos de errar se disser que é o mais sentido de todos, até hoje]

4 comentários:

Xuinha Foguetão disse...

:)

O mais importante é o sentimento, um bom sentimento.

E como costumo dizer: bola para a frente que atrás vem gente.

Beijos

Ana disse...

Pois,pois....
Quero falar contigo,nao nao consigo de maneira nenhuma.

Rui disse...

Findou-se a Idade Média, iniciou-se a Idade Moderna.

O melhor está a chegar.

Gigi disse...

Também costumo escrever algumas vezes de uma maneira que só eu entendo. Mas como já alguém escreveu o mais importante é o sentimento.