sexta-feira, 3 de março de 2006

Comunicação

Desde que me levantei hoje e, sobretudo depois de ter vindo para o escritório, já deixei cair um número record de coisas.
Tudo me parece escapar das mãos e cair no chão com mais ou menos aparato e/ou danos.

A minha interpretação é que dormi pouco e ando um bocadinho ensonada. Para além disso, com uns dias fora e depois a semana do Carnaval, tenho muito mais coisas para fazer do que as que consigo, no tempo desejável, e o resultado é andar assim entre o apressada e o ligeiramente atrapalhada.

Outra interpretação - que não a minha! - , baseada em crenças polulares, é que alguém quer falar comigo e não consegue.
Eu ri-me e disse que então que falasse porque o que não falta são meios de comunicação, mas depois pensei melhor. É que, de facto, pode até nem ser tão fácil.

Tenho a mania de passar muito tempo sem ver o meu mail, já me basta os do trabalho.
Sobretudo alguns endereços. Sim, chego a estar vários dias sem os ver.

Muitas vezes não atendo o telemóvel (porque não posso na altura, porque não o ouço tocar, ou porque não me apetece). Depois, quando vejo as chamadas não atendidas, nunca volto a ligar para um número que não conheça e em relação aos que conheço há duas hipótese: ou ligo nessa altura, ou não. Na segunda hipótese há alguma probabilidade de me esquecer.

Quanto aos telefones da empresa, se tocarem a uma hora para além daquela que eu ache razoável para estar a trabalhar, também não os atendo, o que já me tem garantido uma chamada de atenção do meu patrão/pai.

Assim sendo, e se é verdade que o povo é sábio, é possível que sim. Que alguém queira falar comigo e não consiga.
Mas espero que essa pessoa seja, rápidamente, bem sucedida nos seus intentos; é que não me convinha continuar a partir coisas!

23 comentários:

nadiasm disse...

A mim acontece-me quando estou nervosa. E quando estou muito nervosa é um desastre. Uma vez a passar a sopa parti a varinha mágica (sem fazer força), acho que só com a energia negativa que transbordava (confesso que me assustam estas coisas). Quando usava relógios, nesses dias parava-os. E já avariei vários aparelhos eléctricos assim (isto parece estranho, mas acho que me compreendes).
Bjs da prima

Miguel disse...

Margarida... era eu... a agradecer-te!
Já leste?
Pronto.... vais ver que não cai masi nada!
Bj

nelsonmateus disse...

nã lê o mail, nã atende ao telélé ... tou a ver k o teu blog é d longe a melhor maneira de falar ctigo ... ou nã!? :P

Mel disse...

Primeiro que tudo, obrigada por me lembrares dessa crença! Há quanto tempo não ouvia falar disso. Por cá é realmente costume dizer "alguém me quer falar e não pode - que me escreva!", quando se deixam cair muitas coisas... Beijocas e bom fim-de-semana!

Tânia disse...

Deve ser alguém deve, de preferência com boas noticias.

Beijinhos

Piquinota disse...

É o que diz o povo!! Mas isso a mim acontece-me quando estou ansiosa com qualquer coisa... e normalmente começo por virar o leite logo de manhã, por cima da roupinha que acabei de vestir!:P

Jinhos

Marta disse...

Deixa lá, Margarida... Quando começo a deixar caír coisas, só páro quando já deixei caír bastantes...:p Deve ser do stress...
Se for realmente alguém que queira falar contigo... Ao menos que sejam óptimas notícias :)
Beijinhos!

Isabel Pinheiro disse...

Eu sou um desastre por natureza, por isso está sempre a acontecer.

Digo sempre isso: "alguem me quer falar e não pode: que telefone ou escreva..."
eheh

bjs
isa e pedrocas

Xuinha Foguetão disse...

Ahahahaha!

Cuidado com as peças valiosas!

Mãos de cebolinha! :)

Beijocas e bom fim-de-semana. Espero que dê para descansares.

Dani disse...

Também me acontece o mesmo quando estou um pouco mais stressado. E já nem me lembrava desse dito! Bolas, será que perdi alguma conversa importante? E entretanto, já te ligaram?

Sonia disse...

:)))
Parece que o Miguel queria falar contigo, e como já conseguiu, de certo já não vais deixar cair mais nada ;)))



bom fim de semana linda!

Jasmim disse...

A minha relação com os teleles é igualzinha à tua :o)!!

E já tiveste notícias ou nem por isso??

Beijocas e bom fds.

Alessandro_PPG disse...

Tem novidade em meu BLOG! Confira e post seu comentário!

Meu blogger: http://ilustrada-ppg.blogspot.com/ e meu site: http://www.ilustrada.ppg.br/ Ajude a divulgar a arte! Desde já agradeço! Conto com o seu apoio! Abraços !

Se puder click nos banners! Grato!

mixtu disse...

pois... sou eu que queria falar contigo e como já estou a conseguir, vais ver que já não deixas cair mais nada, lol
jinhos

Rita disse...

Vá, toca a estar atenta aos mails e aos voicemails!

Sandra disse...

Eu sou igualzinha em relação ao telefone e email.
As minhas amigas costumam gozar a dizer que só respondo aos comentários no blog, mas mesmo assim...
Eu também uso muito esse dito popular...pelo menos tenho desculpa para as coisas que vou partindo...
Bjs

Costinhas disse...

Olha a minha mãe chamava-me mãos de manteiga... mas sim, também por ser alguém a querer falar contigo :p

Beijinhos

Sara MM disse...

pois... e isso associado ao post anterior, dá-me razão... (sobre o que não disse na altura mas pensei)...
mais vale desses que convidam logo para beber um sumo... que os que levam "anos" a tomar coragem pra dizer qualquer coisa, "útil"... aí sim, nem o equilibrio lhes/nos serve para nada, até caem coisas! :o)

eh!eh! um pouco confuso, mas espero que faça algum sentido...
BJs

maria disse...

E então já falaram contigo?:) Aposto que já não andas a deixar cair nada...quanto mais não seja porque já dormiste.
Bj

NaRiZiNHo disse...

Hmmmm hMMMMMMM
Acho que já disseram tudo....e tu, já chegaste a alguma conclusão passado estes 2 diazitos?
Por acaso a Sra. não andava à espera de um e-mail, ou uma chamada ou um sms assim para o diferente? ;)
Bjs e boa semana,

Margarida Atheling disse...

Por acaso não Sr.ª Dona Narizinho.
Só se era de uma forma inconsciente; mas nesse caso os estragos ter-se-iam mantido e, a esta hora, havia um ENORME prejuízo! :)

Rui disse...

Devia ser do Além... tipo aquele filme famoso, com aqueles actores famosos... cujo nome teima em me escapar... já tem uns anos... não me lembro.

Do que eu me havia de (não)lembrar.

Não sabia que deixar cair coisas é sinal de comunicação falhada, mas não admira (e agora ia escrever algo politico... mas ganhei juízo a tempo).

tonsdeazul disse...

Quero ver quando é que começo a deixar cair coisas... dava-me um certo jeito, tendo em conta essa crença popular!