segunda-feira, 13 de março de 2006

Com os meus botões...

De passagem, forçada, pelo escritório abro as duas meias portas que dão para o páteo. Lá fora há outra luz e outra temperatura.
Duas andorinhas entram e esvoaçam junto ao tecto; eu fico quietinha para não as assustar, elas piam e saiem. Gostava que estivessem a dizer que a Primavera tinha, finalmente, chegado, mas acho que estavam só a queixar-se da minha presença.

Os dias estão lindos. Tenho tomado muitos banhinhos, engolido muito pirolitos e não sei se corro o risco de morrer de hipotermia ou de exaustam.
Não sei se a corrente do costume, está no sítio do costume, com a força do costume... mas penso nisso, muitas vezes por dia, e fico a imaginar como estará lá. Este não é o meu mar... e quero manter as coisas assim.

18 comentários:

Dani disse...

Estás difícil de decifrar.

Rui disse...

Remar, remar... forçar a corrente.

São banhos de alma.

reborn disse...

Sentes que não é o teu mar mas será que o outro mar te dará aquilo que realmente necessitas ?
A paz de alma pode estar dentro de ti...

maria disse...

estás um bocadinho enigmática, estás...estás...mas olha tenho inveja dos teus "banhinhos"
e espero que a primavera tenha mesmo chegado!:)

Isabel Pinheiro disse...

O teu post é o reflexo do teu estado de alma... um pouco atribulado, mas muito enigmático e misterioso.

Bjs...

isa e Pedrocas

gralha disse...

O "nosso" mar só é o mesmo dentro da nossa vontade. De resto, é sempre diferente, como um rio nunca é o mesmo. Mas se há coisa que é mesmo só nossa é esse nosso mar ;)

Beijinhos e boa quase Primavera

Piquinota disse...

Para mim, que acabei de ligar os neurónios, pareceu-me um bocado confuso...
Em todo o caso, a nossa alma reflecte o "nosso mar"... E espero que o teu mar, que me pareceu um cadinho revolto, acalme e te dê paz!
Jinhos

Miguel disse...

Pode haver correstes conflituantes, ventos cruzados, ondas gigantes, dúvidas de navegador sem bússola...Mas no fim, restam duas certezas: A primavera vem mesmo e na tua vontade mandas tu...por mais pirolitos que sejam necessários.
E o meu conselho é que não fiques sempre quietinha. Não são duas andorinhas que fazem a primavera e pelos vistos essas, trazidas pela "corrente do costume", nem mais um dia de sol farão.
Desculpa se andei longe... mas com posts destes, comentei o que senti.
Bj

Xuinha Foguetão disse...

Talvez a Primavera esteja mesmo a chegar.

Melhores banhos virão.

Beijocas grandes.

Margarida Atheling disse...

O post parece estranho mas é exactamente o que lá está. Não são metáforas.

Continua a ser um bocadinho estranho mesmo assim, não é? Mas isso sou eu!

Ainda assim, os comentários fazem todo o sentido.

Sara MM disse...

Eu compreendo-te!!
Tb já tomei banhos e pirolitos q.b.!!!

:o)

É tão bom , né?! E "fora de época" é tão melhor ainda...

BJs e continua..... esse mar vai ser sempre teu!!!

nuvem cor de rosa disse...

tens tomado banhos de mar????

bjnhos minha linda

mixtu disse...

mar misterioso... que venha a primavera
jinhos

Marta disse...

Identifiquei-me com este estado de espírito... Há momentos em que qualquer coisa dentro de nós muda...
Não temos de morrer de hipotermia nem de exaustão... Temos de encontrar o equilíbrio...
Espero que estejas bem.
Muitos beijinhos!

nelsonmateus disse...

o k são "pirolitos"???

ps: é k segundo o diccionário 1 pirolito é o nome de uma cantiga popular ou então 1 espécie de bebida gasosa.

Sandra disse...

Mesmo sem ser o teu mar que te dê a paz que procuras.
Bjs

Miguel: Pirolitos é a água do mar que às vezes engolimos quando estamos a nadar e vem uma onda.

Tânia disse...

Se queres manter as coisas assim, faz por isso.

Beijinhos

kikas disse...

Está nas tuas mãos decidir se te aventuras nesse mar ou se vais de encontro ao "teu" mar :-)
Acho que a Primavera está para breve (eu sou uma pessoa optimista por natureza!!!)