terça-feira, 27 de março de 2012

Learning or...

Quando eu andava no colégio, e depois, na faculdade, eu queria aprender. Ponto.

Um(a) professor(a) fantástico(o) era alguém que conseguisse ensinar-me muitas coisas.

Não entendo miúdos que a única coisa que querem, quando entram numa sala de aula, é sair o mais depressa possível e fazer o minímo que se puder imaginar!
Não entendo e tenho muita dificuldade em lidar com eles!

[Felizmente também tenho dos outros. Dos que adoram aprender. Diferentes graus de ensino, diferentes matérias, diferentes tipo de ensino e... pessoas diferentes!]

4 comentários:

Carla Isabel disse...

pois e infelizmente há muitos mais desses do que dos outros!

Anna^ disse...

Como diz o outro: Há de tudo como na farmácia :p

Margarida Atheling disse...

Carla, no que aos "meus" diz repeito... metade/metade. Mas essa percentagem é calculada de forma generosa! ;)

Margarida Atheling disse...

Anna^, mesmo! Ele há cada um...!!!
Às vezes, quando conseguimos, mais vale levar a rir. Mas há casos complicados e, na maior parte desses casos, essa complicação começa em casa.